sábado, 18 de novembro de 2017

O que Jesus disse sobre os "religiosos" (Mateus 23)

+++

1.Dirigindo-se, então, Jesus à multidão e aos seus discípulos,disse: 
2.Os escribas e os fariseus sentaram-se na cadeira de Moisés. 
3.Observai e fazei tudo o que eles dizem, mas não façais como eles, pois dizem e não fazem. 
4.Atam fardos pesados e esmagadores e com eles sobrecarregam os ombros dos homens, mas não querem movê-los sequer com o dedo. 
5.Fazem todas as suas ações para serem vistos pelos homens, por isso trazem largas faixas e longas franjas nos seus mantos. 
6.Gostam dos primeiros lugares nos banquetes e das primeiras cadeiras nas sinagogas. 
7.Gostam de ser saudados nas praças públicas e de ser chamados rabi pelos homens. 
8.Mas vós não vos façais chamar rabi, porque um só é o vosso preceptor, e vós sois todos irmãos. 
9.E a ninguém chameis de pai sobre a terra, porque um só é vosso Pai, aquele que está nos céus. 
10.Nem vos façais chamar de mestres, porque só tendes um Mestre, o Cristo. 
11.O maior dentre vós será vosso servo. 
12.Aquele que se exaltar será humilhado, e aquele que se humilhar será exaltado. 
13.Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Vós fechais aos homens o Reino dos céus. Vós mesmos não entrais e nem deixais que entrem os que querem entrar. 
14.[Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Devorais as casas das viúvas, fingindo fazer longas orações. Por isso, sereis castigados com muito maior rigor.] 
15.Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Percorreis mares e terras para fazer um prosélito e, quando o conseguis, fazeis dele um filho do inferno duas vezes pior que vós mesmos. 
16.Ai de vós, guias cegos! Vós dizeis: Se alguém jura pelo templo, isto não é nada; mas se jura pelo tesouro do templo, é obrigado pelo seu juramento. 
17.Insensatos, cegos! Qual é o maior: o ouro ou o templo que santifica o ouro? 
18.E dizeis ainda: Se alguém jura pelo altar, não é nada; mas se jura pela oferta que está sobre ele, é obrigado. 
19.Cegos! Qual é o maior: a oferta ou o altar que santifica a oferta? 
20.Aquele que jura pelo altar, jura ao mesmo tempo por tudo o que está sobre ele. 
21.Aquele que jura pelo templo, jura ao mesmo tempo por aquele que nele habita. 
22.E aquele que jura pelo céu, jura ao mesmo tempo pelo trono de Deus, e por aquele que nele está sentado. 
23.Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Pagais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e desprezais os preceitos mais importantes da lei: a justiça, a misericórdia, a fidelidade. Eis o que era preciso praticar em primeiro lugar, sem contudo deixar o restante. 
24.Guias cegos! Filtrais um mosquito e engolis um camelo. 
25.Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Limpais por fora o copo e o prato e por dentro estais cheios de roubo e de intemperança. 
26.Fariseu cego! Limpa primeiro o interior do copo e do prato, para que também o que está fora fique limpo. 
27.Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Sois semelhantes aos sepulcros caiados: por fora parecem formosos, mas por dentro estão cheios de ossos, de cadáveres e de toda espécie de podridão. 
28.Assim também vós: por fora pareceis justos aos olhos dos homens, mas por dentro estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade. 
29.Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Edificais sepulcros aos profetas, adornais os monumentos dos justos 
30.e dizeis: Se tivéssemos vivido no tempo de nossos pais, não teríamos manchado nossas mãos como eles no sangue dos profetas... 
31.Testemunhais assim contra vós mesmos que sois de fato os filhos dos assassinos dos profetas. 
32.Acabai, pois, de encher a medida de vossos pais! 
33.Serpentes! Raça de víboras! Como escapareis ao castigo do inferno? 
34.Vede, eu vos envio profetas, sábios, doutores. Matareis e crucificareis uns e açoitareis outros nas vossas sinagogas. Persegui-los-eis de cidade em cidade, 
35.para que caia sobre vós todos o sangue inocente derramado sobre a terra, desde o sangue de Abel, o justo, até o sangue de Zacarias, filho de Baraquias, a quem matastes entre o templo e o altar. 
36.Em verdade vos digo: todos esses crimes pesam sobre esta raça. 
37.Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas aqueles que te são enviados! Quantas vezes eu quis reunir teus filhos, como a galinha reúne seus pintinhos debaixo de suas asas... e tu não quiseste! 
38.Pois bem, a vossa casa vos é deixada deserta. 
39.Porque eu vos digo: já não me vereis de hoje em diante, até que digais: Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor." 

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Carta à minha filha

Miguel Araújo (Músico)

Vivemos num tempo em que se fica com a ideia que temos que escolher aquilo que é melhor para nós, aquilo que mais nos agrada. Mas isso é o grande engano dos nossos dias


D.R.

Minha filhinha,
Estás a dias de sair da barriga da tua mãe e ainda nem sequer tens nome. Ias ser Salomé, o tempo todo ias ser Salomé, porque era o nome da tua bisavó, avó da mãe, que a mãe adorava, mas agora parece que já não vais ser. A mãe lembrou-se de telefonar à tia avó, única irmã da tua bisavó Salomé, e pelos vistos a tua bisavó detestava o nome. Além disso, o nome tinha sido escolhido por uma madrinha que afinal acabou por se revelar uma bruxa, parece. Por isso não, já não vais ser Salomé. A mãe e eu andamos para aqui à volta com nomes (a mãe é um bocado indecisa, é uma coisa de família, tu já vais perceber.) Mas havemos de te arranjar um nome bonito. (Eu trato-te por tu, espero que não te importes, deste meu lado da família é pessoal da Maia e na Maia é tudo tu-cá-tu-lá). A mãe está com uma barriga gigante, maior do que quando foi dos manos, e a médica diz que tu és enorme. Por isso o pai chama-te Ticha Penicheiro (a Ticha Penicheiro é uma jogadora de Basket). Os manos todos os dias perguntam se já nasceste.
O mais velho é o Joaquim e o mais pequenino é o Luís. O Joaquim adora os Beatles e tem a mania dos Reis de Portugal. Beatles até se entende, mas os Reis de Portugal? O Luisinho é doido por aviões e anda sempre com um urso de peluche que ele diz que se chama Salomé. O pai é músico. É cantor, imagina tu. Nem sequer tem grande jeito para cantar e é envergonhado. Isto de viver a vida a cantar nos palcos com toda a gente a olhar não estava propriamente nos meus planos, mas a vida é assim. Vê lá tu. A mãe desenha e faz os cenários do palco do pai. Também nunca pensou que ia ser essa a vida dela. A vida é mesmo assim. Vai pegar em ti e levar-te para onde achar que lhe fazes mais falta, onde sentir que lhe fazes mais diferença. O sentido da vida é esse, é a pessoa deixar-se ir. O pai é medroso, a mãe é corajosa. Em caso de dúvida, a mãe tem sempre razão. O pai vai passar a vida a correr atrás de ti para te agarrar para tu não caíres. A mãe vai passar a vida a correr atrás do pai para agarrar o pai para o pai não te agarrar tanto. Será que vais ser jogadora de Basket, de tanto o pai te chamar Ticha Penicheiro? A vida lá saberá. Vivemos num tempo em que se fica com a ideia que temos que escolher aquilo que é melhor para nós, aquilo que mais nos agrada. Mas isso é o grande engano dos nossos dias. Temos é que deixar que seja a vida a escolher-nos para aquilo que for melhor para os outros. Foi a mãe que me ensinou estas coisas. O mundo também é capaz de te impingir a ideia de que é mau. Mas o mundo é um mimado. No fundo, no fundo, ele é bom, generoso, redentor. Faz de tudo para não parecer, mas é. (Se não fosse, já não estávamos aqui para ter esta conversa.) E a prova de que o mundo é assim, bom, generoso, regenerador, está ali aninhada, impaciente, aos pontapés dentro da barriga da mãe, sob a forma de uma sardanisca irrequieta que para já ainda vai ser a filha do cantor conhecido. Mas a vida é boa e um dia o cantor vai ser conhecido mas é por ser o teu pai.
Crónica publicada na VISÃO 1287 de 2 de novembro
fonte: Visão (2017.11.09 8h56)

+++

Não culpes ninguém

+++
Um poema atribuído internacionalmente a PABLO NERUDA

Não culpes Ninguém / No Culpes a Nadie
Nunca te queixes de ninguém, nem de nada,
porque fundamentalmente
Tu fizeste o que querias da Tua vida.
Aceita a dificuldade de edificares-te a ti mesmo
e o valor de começares corrigindo-te.
O triunfo do verdadeiro homem
surge das cinzas do seu erro.
Nunca te queixes
da Tua solidão ou da tua sorte,
Enfrenta-a com valor e aceita-a.
De uma maneira ou de outra
é o resultado dos teus actos e prova que Tu
sempre hás de ganhar.
Não te amargures com o teu próprio fracasso
nem carregues o fardo a outro,
aceita-te agora
ou continuarás justificando-te como uma criança.
Recorda que qualquer momento
é bom para começar
e que nenhum é tão terrível para claudicar.
Não esqueças
que a causa do Teu presente é o Teu passado
assim como a causa do Teu futuro será
o Teu presente.
Aprende com os audazes,
com os fortes,
com quem não aceita situações,
com quem viverá apesar de tudo,
pensa menos nos teus problemas
e mais no Teu trabalho
e os teus problemas sem os alimentares morrerão.
Aprende a nascer da dor
E a ser maior
que o maior dos obstáculos,
Olha-te no espelho de ti mesmo
e serás livre e forte
e deixarás de ser
um fruto das circunstâncias
porque Tu mesmo és
o Teu destino.
Levanta-te e olha o sol cada manhã
e respira a luz do amanhecer.
Tu és parte da força da Tua vida,
agora desperta, luta,
caminha,
decide-te e triunfarás na vida;
nunca penses na sorte,
porque a sorte é:
o pretexto dos fracassados.
+++

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Efeito Laranja

Trabalho naquele prédio alto, na Praça do Campo Pequeno.

Todos os dias atravesso esta rua,
ao chegar, ao sair
e para ir almoçar.

Atravesso esta passadeira, numa rua que é bem larga.

Conseguem ver os semáforos verdes lá no fundo?


Quando os semáforos estão verdes ou então com a cor vermelha,
é mais ou menos seguro atravessar a passadeira.
:)

Mas quando os semáforos estão laranja...


Quando os semáforos estão laranja,
ninguém se atreva a passar.
Todos os carros ficam loucos
E aceleram sem pensar.
O único objectivo é chegar
Antes da cor vermelha ficar.

E se algum peão, por acaso,
Na passadeira ousar entrar,
Então as suas últimas orações
Pode começar a rezar
Porque muito certamente mais cedo
Ao Céu irá parar.

Que Deus nos guarde de tal fim!

Se for possível que alguém
Com responsabilidade na Câmara 
Ou noutra entidade assim
Estes textos venha a ler
Estes escritos por mim :)
Talvez assim se possa evitar
Uma tragédia ou mal maior
Porque a vida de um peão
Vale sempre mais que uma vitória,
Uma vitória inglória
contra um semáforo assim:

apenas laranja.
:)

Manuel Filipe Santos.
Oeiras, 8 de Novembro de 2017.

domingo, 5 de novembro de 2017

The Rich Vs The Poor

+++
+++
  

Exemplar


Há pessoas que são exemplares. Pelo seu comportamento, pela sua atitude, pela seu modelo de vida. Pela motivação permanente que transmitem são um exemplo admirável a seguir. Na minha vida, tive a sorte de me ter cruzado com muitas e de ainda ter muitas no meu círculo mais próximo. São pessoas que me servem sempre como referência. Nos momentos mais difíceis por que passo, é à memória dos momentos que com elas partilhei que recorro.

Recordo o seu sorriso. A sua Alegria e Esperança que irradiam.

Nem sempre é fácil acreditar, nem sempre é fácil levantar-me e continuar o caminho. Mas é essencial fazê-lo. É Vital.

Hoje quero agradecer a todas essas pessoas. Quero agradecer a todas essas pessoas que considero como minhas amigas mas ao mesmo tempo preciso de lhes pedir perdão. Quero pedir perdão pelo facto de eventualmente as ter magoado, com a minha frieza, a minha crueldade, o meu egoísmo, a minha preguiça, a minha agressividade e a minha falta de sensibilidade. Perdão.

A disponibilidade para os outros é uma das maiores virtudes. Disponibilidade para ouvir, para entender, para acolher, para ajudar. Uma daquelas que mais persigo e mais teima em escapar-me entre as mãos. Será a luta de uma vida? Não desisto!  :)

Gosto de perseguir esta capacidade de Amar, de viver em Amor. Esse é o meu Sonho. Viver em Amor. Ainda vejo Mal, ainda vejo Medo, ainda vejo Ira e ainda faço muito pouco. Falta-me transformar. Preciso transformar: transformar medo em Amor, treva em Luz. Porque eu sou Amor. Eu sou Luz.

Quero quebrar as teias desta ilusão que me prende, que me trava e me impede de Ser aquilo que Verdadeiramente Sou. A minha essência, a minha Verdade. Que a Luz brilhe em Mim!

Preciso encontrar dentro de mim aquilo que já consigo identificar fora. Ser Aquilo que vejo nestas pessoas que admiro, a Verdade que nelas identifico, a Sua Entrega, o Seu Amor.

So Help me God.
Adoro-te Jesus. Por favor, ajuda-me a encontrar-Te também em Mim. Amém.
:)

Oeiras
Manuel Filipe Santos
5 de Novembro de 2017

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Conheça o poder do ato de abandono

Eu peço a Deus tudo aquilo de que preciso. Muito. Às vezes, parece que isso é constante e eu vivo dizendo, de manhã até a noite: “Senhor, por favor me dê isso” ou “eu preciso disso”. Frequentemente, as minhas necessidades também se espalham para as conversas com amigos. Sempre peço que orem em meu nome por diversas intenções.
Embora eu tente não deixar minhas necessidades serem o foco exclusivo da minha oração, isso é quase inevitável. Tanto que, às vezes, eu me pergunto se eu não estaria sendo muito carente.
E chego à seguinte conclusão: todos somos carentes; isso é parte da condição humana. Porém, embora nossa necessidade nos torne um pouco vulneráveis ​​e fracos, Deus vê isso de forma diferente. Ele conhece nossas necessidades. E elas o glorificam, dando-lhe a oportunidade de nos dominar com sua bondade e piedade.
Dolindo Ruotolo, um frade capuchinho que viveu de 1882 a 1970, compreendeu profundamente a relação entre nossa necessidade e a bondade de Deus.
Ordenado aos 23 anos, Dolindo passou a vida em oração, sacrifício e serviço. Ele ouviu confissão, deu orientação espiritual e cuidou dos necessitados. Por um tempo, serviu como diretor espiritual de Padre Pio. Inclusive, quando alguns peregrinos de Nápoles, onde residia Dolindo, iam para Pietrelcina, Padre Pio costuma dizer: “Por que vocês veem aqui, se vocês têm Dom Dolindo em Nápoles? Vão até ele, ele é um santo! ”
O frade tornou-se conhecido por sua espiritualidade de rendição. Bem consciente da fraqueza e da necessidade humanas, Dolindo viu isso como uma forma de promover uma união contínua com Deus.
Ao nos convidar a levar continuamente nossas preocupações e preocupações ao Senhor, ele nos ensina que o foco de nossas orações não deve permanecer em nossas necessidades. Ele nos encoraja a levar nossas necessidades a Deus, deixando-o livre para cuidar de nós em sua sabedoria. Dolindo nos diz que o Senhor prometeu assumir plenamente todas as necessidades que confiamos a ele. Nas palavras de Jesus a Dolindo:
“Por que você se confunde com a sua preocupação? Deixe o cuidado de seus assuntos para mim e tudo ficará em paz. Digo-lhe, na verdade, que todos os atos de entrega verdadeira, cega e completa produzem o efeito que você deseja e resolvem todas as situações difíceis. (…)
Mil orações não são iguais a um ato de abandono; nunca esqueça isso. Não há melhor novena do que esta: ó Jesus, eu me abandono ao senhor. Jesus, assuma o controle.”
Muitas pessoas já testemunharam curas e graças obtidas depois de seguir os conselhos de Dolindo sobre a constante realização do ato de abandono à Divina Providência. A oração de rendição também pode ser feita em sua totalidade ou em nove segmentos mais curtos, como uma novena diária.
Eu tenho feito a novena sugerida pelo frade Duolindo há quase um ano e acho que ela não é apenas uma lembrança da importância de trazer minhas necessidades e preocupações ao Senhor, mas também uma fonte de grande consolo e encorajamento.
Dolindo Ruotolo é atualmente Servo de Deus; sua causa de beatificação está aberta.

Ato de abandono à Divina Providência

“Meu Deus, eu desconheço o que me poderá acontecer neste dia. Sei, porém que tudo o que me acontecer Vós o haveis disposto, previsto para o meu maior bem. Basta-me sabê-lo, ó meu Deus, para sossego e tranquilidade do meu coração.
Sei que tudo estará em conformidade com a vossa vontade e o Amor infinito que me consagrais como Pai, o mais amável e amigo, o mais fiel. Sou qual frágil criança, que nada posso nem na ordem da natureza, nem na graça e nem sequer posso ter um bom pensamento em Vós.
Entrego-me totalmente ao vosso paternal amor, sabendo que, assim como a mãe conduz só para o bem o filho que leva nos braços, assim Vós e melhor do que ela, só podereis dar-me o que for melhor para minha felicidade, santificação e salvação. Abandono-me inteiramente aos vossos santos, impenetráveis e eternos desígnios, e a eles me submeto de todo o coração.
Quero tudo, aceito tudo, tudo Vos ofereço, unindo-me ao sacrifício do Vosso querido Filho Unigênito e meu Salvador. Em nome de Jesus Cristo, pelo seu Santíssimo Coração e pelos seus merecimentos infinitos, peço-Vos a paciência nos sofrimentos e a perfeita conformidade com Vossa vontade por tudo o que Vós quiserdes e permitirdes.
Amém”.
fonte: Aleteia

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Revolução silenciosa


Compartilhado. 

" Na superfície da terra exatamente agora há guerra e violência e tudo parece negro. Mas, simultaneamente, algo silencioso, calmo e oculto está a acontecer e algumas pessoas estão a ser chamadas por uma luz mais elevada. Uma revolução silenciosa está a instalar-se de dentro para fora. De baixo para cima. É uma operação global. Uma conspiração espiritual. Há células dessa operação em cada nação do planeta. Vocês não vão ver-nos na televisão. Nem ler sobre nós nos jornais. Nem ouvir as nossas palavras na rádio. Não buscamos a glória. Não usamos uniformes. Nós chegamos de diversas formas e tamanhos diferentes. Temos costumes e cores diferentes. A maioria trabalha anonimamente. Silenciosamente trabalhamos fora de cena. Em cada cultura do mundo. Nas grandes e pequenas cidades, nas montanhas e vales. Nas quintas, cidades, vilas, aldeias e ilhas remotas. Talvez te cruzes conosco na rua. E nem percebas... Seguimos disfarçados. Ficamos atrás da cena. E não nos importamos com quem ganha os louros do resultado, e sim, que se realize o trabalho. De vez em quando encontramo-nos pelas ruas. Trocamos olhares de reconhecimento e seguimos o nosso caminho. Durante o dia muitos disfarçam-se nos seus empregos normais. Mas à noite, por trás das nossas aparências, o verdadeiro trabalho inicia-se. Alguns chamam-nos Exército da Consciência. Lentamente estamos a construir um novo mundo. Com o poder dos nossos corações e mentes. Seguimos com alegria e paixão. As nossas ordens chegam-nos da Inteligência Espiritual e Central. Estamos a jogar bombas suaves de amor sem que ninguém note; poemas, abraços, musicas, fotos, filmes, palavras carinhosas, meditações e preces, danças, ativismo social, sites, blogs, grupos, atos de bondade... Expressamo-nos de uma forma única e pessoal. Com os nossos talentos e dons. Somos a mudança que queremos ver no mundo. Essa é a força que move os nossos corações. Sabemos que essa é a única forma de conseguir realizar a transformação. Sabemos que no silêncio e humildade temos o poder de todos os oceanos juntos. O nosso trabalho é lento e meticuloso. Como na formação das montanhas. O amor será a religião do século XXI. Sem pré-requisitos de grau de educação. Sem requisitar um conhecimento excepcional para a sua compreensão. Porque nasce da inteligência do coração. Escondida pela eternidade no pulso evolucionário de todo ser humano. Sê a mudança que queres ver acontecer no mundo. Ninguém pode fazer esse trabalho por ti. Nós estamos a recrutar. Talvez tu te juntes a nós. Ou talvez já te tenhas unido. Todos são bem-vindos. A porta está aberta.”
Texto anónimo, autor desconhecido
Semente Nativa
Compartilha este texto para que sejam preenchidas mais vagas . Planta esta semente do bem. O mundo está carente de pessoas que fazem o trabalho de amor.
fonte: SementeNativa